Notícias sobre o tema

MEDICAMENTOS ESTÃO VENCENDO EM GALPÃO ALUGADO PELO GOVERNO DE MINAS GERAIS

“Alguns medicamentos que deveriam ser distribuídos de graça a população estão se perdendo em um galpão alugado pelo governo de Minas. Vídeos que denunciam o descaso foram divulgados nas redes sociais” .

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

COM MILHARES DE REMÉDIOS VENCIDOS, CAMARAGIBE (PE) SOFRE COM A FALTA DE MEDICAMENTOS.

“Mais de 50 mil medicamentos e produtos hospitalares foram encontrados fora da validade em um depósito da Secretaria de Saúde da cidade, o material estaria avaliado em aproximadamente R$ 1 milhão.”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

VISTORIA ENCONTRA ABANDONO A MOFO EM HOSPITAIS PAULISTAS

“Uma fiscalização do TCE (Tribunal de Contas do Estado) em 300 unidades de saúde do estado encontrou problemas como medicamentos vencidos, depósitos de materiais improvisados, infiltrações de água e mofo. ”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

CENTRAL DE MEDICAMENTOS DO AMAZONAS TEM R$ 2 MILHÕES EM MEDICAMENTOS VENCIDOS

“Além de 75% dos estoques zerados, verificou-se a existência de remédios vencidos, que somam um prejuízo estimado em R$ 2 milhões. Além disso, os produtos vencidos representam risco de contaminação”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

Merenda escolar e medicamentos vencidos são encontrados em depósitos de TIANGUÁ, NO CEARÁ

“Centenas de alimentos e medicamentos com prazos vencidos foram encontrados nos depósitos em Tianguá. […] O depósito de medicamentos possui produtos vencidos, como remédios para pressão, diabetes, anticoncepcionais e leite para recém nascidos. A maioria dos medicamentos venceram entre o final de 2017 e o começo de 2018. As farmácias dos postos de saúde do município permanecem com prateleiras vazias”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

SUS JOGA FORA 16 MILHÕES EM MEDICAMENTOS DE ALTO CUSTO

“O Sistema Único de Saúde (SUS) gasta cerca de R$ 7,1 bilhões por ano para comprar remédios de alto custo, mas parte desse valor tem ido direto para o lixo. Um relatório inédito da Controladoria-Geral da União (CGU), concluído em abril, mostra que pelo menos 11 Estados e o Distrito Federal jogaram remédios fora em 2014 e 2015. E a causa desse desperdício, que chega a R$ 16 milhões, foram validade vencida.”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

RIO DE JANEIRO QUEIMA 700 TONELADAS DE MEDICAMENTOS E MATERIAL HOSPITALAR

” 700 toneladas de remédios e materiais foram incineradas entre junho de 2014 e março do ano de 2016. O prazo de validade dessa montanha de suprimentos essenciais expirou sem que ninguém evitasse o desastre anunciado.”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

3 MILHÕES DE REAIS SÃO GASTOS, NO RIO DE JANEIRO, PARA INCINERAR MEDICAMENTO VENCIDOS

“O governo do Rio de Janeiro gastou quase R$ 3 milhões para incinerar  medicamentos e insumos hospitalares com prazo de validade vencida. De acordo com o presidente da Comissão de Orçamento, Fiscalização e Controle, o valor se refere ao custo de R$ 2,86 por quilo incinerado, multiplicado pelas 700 toneladas já incineradas no ano passado, somadas às 300 toneladas encontradas em fevereiro na Central Geral de Abastecimento (CGA) da Secretaria de Estado Saúde, em Niterói.”

Para acompanhar mais detalhes, clique aqui.

Deixe uma resposta