Solução Blockchain desenvolvida pelo CPQD dá suporte a rede de compartilhamento de medicamentos N2Med Ledger

O TI Bahia.com divulgou uma matéria sobre a N2Med Ledger, confira alguns detalhes abaixo:

O desperdício de medicamentos, causado principalmente pelo vencimento do seu prazo de validade, é um problema sério no Brasil. Em alguns casos, a perda chega a 30%, por outro lado, em todo o país, hospitais e farmácias, públicos e privados, sofrem com a falta de medicamentos, especialmente os de custo mais alto.
Com o objetivo de conciliar essas duas situações, combatendo o desperdício, foi criada uma rede de compartilhamento de medicamentos que utiliza tecnologia Blockchain para dar segurança às transações e, ainda, garantir que elas sejam realizadas de acordo com as normas da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.
Fernando Marino, líder técnico em Blockchain do CPQD, explica: “Todos os registros acontecem na rede Ledger que conecta as instituições, isso desburocratiza e traz agilidade ao processo. “Com isso, uma transação que levava dias para ser concluída agora pode ser realizada em segundos, e com total confiabilidade para todos os envolvidos”.
Outra vantagem oferecida pela solução, desenvolvida em plataforma Hyperledger Fabric, está na garantia de rastreabilidade dos medicamentos (que têm suas informações registradas na rede) e também das transações realizadas.

Acompanhe a matéria completa!

Deixe uma resposta